AYURVEDA: CORPO, MENTE E ESPÍRITO EM HARMONIA

O Ayurveda é um conhecimento passado de geração em geração pelo povo Hindu. É a expressão milenar de uma cultura firmada em conhecimentos científicos, crenças religiosas e preceitos filosóficos, com grande benefício para o desenvolvimento humano.

Faz parte da sabedoria transmitida pelos Vedas. Mas o que são os Vedas?

Reconhecidos como a espinha dorsal da cultura hindu, os Vedas compõem-se da coleção de escritos sânscritos que, dentre outras coisas, propagam ensinamentos voltados à promoção de uma vida saudável e com mais equilíbrio.

Apesar de não haver determinação exata sobre o período em que os Vedas foram escritos, uma vez que alguns autores afirmam ser 1.500 a.C. e outros 2.000 a.C., sabe-se que os conhecimentos aí sistematizados já eram transmitidos pela tradição oral do povo hindu desde a antiguidade longínqua, sendo reconhecida sua existência há mais de 7.000 anos.

A própria palavra Veda, de origem sânscrita, significa conhecimento e está presente nas palavras que compõe as escrituras sagradas, que são à base do extenso sistema de conhecimento hindu.

  • Rig-veda = conhecimento dos hinos de louvor
  • Sama-veda = conhecimento das melodias
  • Yaur-veda= conhecimento dos sacrifícios
  • Atharva-veda = conhecimento da magia

ayurveda e os vedas

 

Os conhecimentos relacionados à Ayurveda são apresentados como uma parte do Atharva-veda e relaciona-se ao conhecimento da vida ou ainda, aos conhecimentos necessários para hábitos saudáveis e longevidade.

A própria palavra Ayurveda, de origem sânscrita, é composta por dois termos que expressam claramente seu sentido. Ayur (vida) e veda (conhecimento).

A busca de conhecimentos sobre a Ayurveda coloca em cheque nossas certezas e exige à disposição para o novo, pois para nós que somos culturalmente definidos como herdeiros das tradições ocidentais, há muito que aprender com o conhecimento milenar que vem do oriente e, dos povos que desenvolveram esse milenar conhecimento.

Por que o conhecimento Ayurveda é tão importante na atualidade?

viver_bem_ayurveda

Primeiramente esse é um conhecimento importante não somente hoje, mas ao longo da história, pois se relaciona à preservação da saúde e à valorização da vida. Mas cada vez mais as dificuldades com as quais nos deparamos no dia a dia mostram que a fragmentação moderna não possibilita compreender e, muito menos enfrentar esses desafios. Torna-se necessário um olhar que dê conta da complexidade e das múltiplas relações que interferem na preservação de saúde mental e corporal. Por isso a Ayurveda vem sendo estudada e, cada vez mais cresce o esforço acadêmico para melhor compreende-la. Sendo inclusive objetivo de pesquisa em universidades de diferentes partes do mundo.

Assim como a medicina ocidental fragmenta o ser humano, nos mesmos o fazemos. Não somente enquanto indivíduos, mas também enquanto coletividade. Somos cada vez menos nós mesmos e mais a projeção de um sistema.

Nossa face interna e externa se desfaz, não reconhecemos a nós mesmos. Olhar no espelho significa muitas vezes se deparar com alguém a quem não mais reconhecemos. Um estranho.

O ‘eu‘ se perde e não mais compreendemos o mundo a nossa volta. Corpo, mente e espirito não se encontram em harmonia.

Isso causa forte impacto em nossa percepção, prejudica o bem-estar e limita o pleno desenvolvimento pessoal.

Se por um lado existe a falta de conhecimento sobre como se relacionar consigo mesmo, com as pessoas no entorno e, de uma maneira mais ampla, com o mundo ao redor, por outro é possível ter apoio em conhecimentos ancestrais que valorizam a saúde física e mental, considerando o ser humano em sua totalidade, sem, no entanto desconsiderar a individualidade de cada ser vivo.

Ayurveda caminha nesta direção. Parte do milenar conhecimento holístico, herdado das tradições da Índia Védica, está presente nas práticas medicinais globalistas e valoriza a promoção do equilíbrio desde o interior da totalidade física e mental do ser humano, em suas relações com a realidade externa.

Contribuições da Ayurveda para o pleno desenvolvimento humano

desenvolvimento_humano_sustentavel_ayurveda

Mais do que conhecimentos relacionados à saúde, presente nas práticas de terapeutas, médicos, enfermeiros, ortopedistas, psiquiatras e demais profissionais da área da saúde e bem estar, consiste em uma filosofia de vida, a qual pode contribuir em muito para longevidade e pleno desenvolvimento humano.

Por perceber a importância do ser humano na plenitude de suas relações considera como pedra angular do bem-estar três pontos fundamentais:

  • Constituição individual do sujeito.
  • Interdependência entre órgãos e sistemas do corpo humano
  • Relações com o meio ambiente natural e social em que vivemos

Em diferentes culturas é reconhecido que em seu processo de desenvolvimento o ser humano precisa conhecer a si mesmo. A inscrição no templo de Apolo, deus grego, traz em sua fronte a inscrição “Conhece-te a ti mesmo e conheceras os deuses e o universo”. Clara alusão a importância dada pelos antigos ao autoconhecimento.

Por que em nossa cultura tornou-se tão difícil conhecer a si mesmo. Dentre as muitas coisas que ensinamos às crianças, pouco se refere à importância de conhecer e valorizar a si mesmo. Essa falta de conhecimento pode trazer prejuízo ao longo da vida.

O conhecimento de si próprio é um elemento importante para a Ayurveda, pois potencializa o respeito à individualidade, uma vez que assume como linha mestra a necessidade de considerar a especificidade de cada indivíduo.

Inversamente às proposições fragmentárias da moderna medicina ocidental, nas quais o individuo deve se adaptar ao recomendado por especialistas, na Ayurveda, o tratamento deve ser adaptar ao indivíduo. Para tanto, se faz necessário o paciente, conhecer a si, para possibilitar ao profissional de saúde e bem estar, também o conhecer. E aí que se encontra o mistério profundo do contentamento.

Terapias na medicina Ayurveda

terapias_ayurveda

Nesse sentido se destaca como ponto estruturante do conhecimento medicinal  firmado na Ayurveda a observação da natureza humana e de tudo que a cerca, sendo considerados os conhecimentos cognitivos, mas também o saber pessoal ou intuitivo.

Desse modo, considerando o ser humano como um todo a Ayurveda contribuiu não somente para a sanação corporal do indivíduo, mas para o seu pleno desenvolvimento, sem o qual não há possibilidade de estabelecer a harmonia necessária para a preservação da saúde.

Nesse sentido a Ayurveda vai além das tradicionais práticas medicinais, pois abrange aspectos físicos, emocionais e psicológicos, tratando o ser humano em sua completude multidimensional, ou seja, corpo, mente, meio social e ambiente.

O cerne da sanação na Ayurveda é a compreensão de que o todo não se resume as partes. Somos todos partes integrantes de um mesmo Universo.

Por isso o seu estudo e prática exige conhecimentos multidisciplinares, os quais têm centralidade nos princípios metabólicos básicos, definidos desde os elementos constitutivos do universo.

  • Éter
  • Água
  • Ar
  • Fogo
  • Terra

Elementos que, aliás, constituem todo o existente, uma vez que tanto nós quanto o Universo somos constituídos das mesmas substâncias. Por isso a preservação da saúde só é possível ser compreendida, na perspectiva da Ayurveda, desde o equilíbrio do ‘eu’ internamente e, em suas relações com a natureza. Trata-se do equilíbrio do microcosmo com o macrocosmo.

A energia do Dosha

doshas_ayurveda

Os cinco elementos estão presentes em tudo o que consiste parte do Universo, possibilitam o conhecimento das qualidades da matéria e expressam tudo o que pode se tocar, ver e sentir. Nós mesmos somos constituídos por esses elementos, estando estes presentes até na menor parte do corpo: as células e seus componentes.

Na medicina Ayurveda uma forma de conhecer o indivíduo é a compreensão da interação dos cinco elementos na estrutura física e psíquica. Este conhecimento é imprescindível para compreender a instabilidade e, portanto as doenças, compreendidas enquanto manifestações de sintomas físicos, mentais e emocionais de desequilíbrio energético.

A forma de conhecer a interação dos cinco elementos é a compreensão dos Doshas, forças energéticas fundamentais cujo equilíbrio representa o estado saudável.

Cada ser humano possui uma proporção única dos cinco elementos primordiais, chamada de prakriti, também conhecida como natureza da matéria cósmica que compõe o indivíduo e define suas características. Somos parte indivisível do Universo.

Cada ser humano é único, portanto apresenta quantidades de combinações diferentes de éter, água, ar, fogo e terra. Para conhecer uma pessoa é preciso identificar o elemento predominante em seu corpo.

A ser realizada esta identificação se define o Dosha da pessoa. Na medicina Ayurveda existem três Doshas “principais”: Vata, Pitta e Kappa, dos quais derivam os Doshas secundários, que se manifestam em proporção inferior e são classificados em:

  • Vata
  • Pitta
  • Kapha
  • Pitta vata
  • Kapha vata
  • Pitta kappa
  • Vata pitta kapha

Descobrir a composição dos Doshas de cada indivíduo é de central relevância para o diagnóstico ayurvédico, pois será a partir dessa definição que será desenvolvido o tratamento que, muitas vezes impactará na mudança de vida do paciente.

Conhecer o seu Dosha será muito importante para ter um melhor entendimento de sua natureza física e psíquica, significa conhecer o seu próprio corpo e os elementos que o compõe. Ajudará a entender suas perdas e conquistas, bem como os hábitos necessários para a preservação do equilíbrio, portanto da saúde.

Para saber mais sobre os diferentes tipos de Dosha e sobre a medicina Ayurveda, acesse aqui mesmo no escolhasSaudáveis.com o artigo “O que é Ayurveda”. Será uma excelente leitura.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a Ayurveda? Então compartilhe esse artigo e ajude outras pessoas a conhecer a ciência da vida.

———————————–

Saiba mais sobre os princípios do Ayurveda

CADASTRE-SE E RECEBA GRÁTIS O E-BOOK ESCOLHAS SAUDÁVEIS
E APRENDA A FAZER O SEU DETOX AYURVÉDICO.

Responsive image

Rocio Mouzo


Este blog nasceu com o intuito de oferecer dicas, receitas e informações valiosas para ter uma vida saudável e feliz. Mahatma Gandhi dizia: “As doenças são o resultado não só dos nossos atos, mas também dos nossos pensamentos”. Vamos fazer escolhas saudáveis na alimentação, nas atitudes da vida e nos pensamentos e a felicidade virá.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *