PORQUÊ FAZER DIETA DETOX (ANTI-AMA) ENTRE AS ESTAÇÕES

O Ayurveda utiliza 3 conceitos importantes que conduzem os processos de reestabelecimento da saúde. São eles: shodhana, shamana e brhmana.

Brhmana são as práticas de nutrição e aumento dos “tecidos corporais” (dhatus): as massagens à base de óleos ou arroz cozido, alimentos doces, oleações, músicas suaves, aromas frutados e florais, etc. Shamana são as práticas de pacificação dos doshas Vata, Pitta ou Kapha. Aquelas que buscam minimizar a ação prejudicial de um Dosha em excesso. É a utilização de práticas e substâncias com características opostas à do Dosha em excesso. Por exemplo, digamos que o indivíduo apresenta constipação intestinal por excesso de alimentos secos na sua alimentação ou por que mora em uma cidade de clima árido. Neste caso, a atividade de shamana indica o uso de alimentos úmidos, suculentos e oleosos (gordurosos) para restabelecer a umidade intestinal natural e permitir o deslizamento adequado das fezes. E shodhana, que significa “purificação”, são as práticas de eliminação dos excessos acumulados. O Ama-pachana (dieta Anti-ama) é uma delas.

Porque fazer dieta detox entre as estações

Consiste em uma dieta, que pode ser feita entre 3 a 7 dias, usando alimentos depurativos, amargos, adstringentes, picantes e quentes, evitando basicamente alimentos frios e de sabor doce, sal e açúcar.

Vamos agora entender um pouco sobre a interpretação ayurvedica a respeito das estações do ano e suas influências sobre o ambiente e seres vivos, antes de detalharmos mais.

O Ayurveda divide as estações em 2 tipos: Adanakala e Visargakala.

Adanakala reduz a vitalidade e imunidade do indivíduo. É o caso das estações quentes, chuvosas [o céu nublado e o vento carregado, com um excesso de umidade, reduzem o apetite e deixam os seres mais fracos] e muito frias (Solstícios). Nessas estações, a diferença de horas entre o dia e a noite são maiores. No inverno, a noite chega a durar 14h e o dia 10h. No verão, o oposto. Como o organismo humano precisa de rotina para ter boa saúde, a tendência de desequilíbrios aumenta devido à grande desproporção entre dia e noite. Nestas estações, o “sabor” que predomina na atmosfera é amargo, adstringente e picante; promovendo a secura dos líquidos e dos dhatus (tecidos corporais), enfraquecendo a saúde. É indicada a ingestão de alimentos predominantemente doces, azedos e salgados, oleosos, úmidos e suculentos. No extremo Inverno, pode-se usar bebidas quentes. Enquanto no verão, bebidas frescas.

Visargakala promove o aumento da vitalidade, sendo as estações frescas e pouco frias, com temperaturas mais brandas. A diferença de horário entre dia e noite quase não existe, mantendo-se bem equilibrada, preservando melhor saúde para todos. Estes períodos – nos Equinócios – são marcados por uma atmosfera de qualidades úmidas e oleosas, com os sabores doce, salgado e azedo, aumentando assim o dosha Kapha (terra + água).  Resumidamente falando, são preferíveis os alimentos de sabor amargo, adstringente e picante – opostos às características de Kapha.

É muito difícil estabelecer um padrão para seguirmos a respeito das características de cada estação no Brasil, já que nosso país possui climas tão variados e distintos. O Brasil é, essencialmente, um país de clima úmido, com poucas regiões de clima seco ou muito seco. No Nordeste, por exemplo, o ano inteiro é quente e úmido, mais ainda no verão, amenizando um pouco no inverno. Os períodos entre-estações podem ser marcados por chuva ou não. Já na região Sul do Brasil, inverno e verão costumam ser mais precisos, com frio e calor, respectivamente, e constante umidade.

Ayurveda e as estações

Onde queremos chegar?

Cada estação tende a gerar acúmulos devido à exposição à maior quantidade dos elementos e características que predominam nesta estação. O Verão quente e úmido, aumenta a presença de Pitta no organismo que deve se acumular para a estação subsequente. Em outras palavras, o indivíduo entrará no Outono com excesso dos elementos fogo e água em seu sistema. Ao sair do inverno frio, da região Sul, e entrar na Primavera, o indivíduo estará com maior presença dos elementos terra e água (ambos de natureza fria) acumulados. A Primavera é um período ótimo para a purificação, já que traz acúmulo de Kapha proveniente do inverno.

Quando acumulados, os doshas podem fomentar desequilíbrios, precisando ser eliminados para que haja a restauração da harmonia! É aqui que entra o Shodhana; na forma do Ama-pachana, purificando, limpando, eliminando tudo o que é excesso, restaurando o estado natural de saúde.

Rtusandhi é o período de 7 dias no fim e no início de cada estação. É o momento de descontinuar progressivamente as condutas referentes à estação anterior e começar as condutas referentes à estação seguinte. A interrupção imediata e adoção súbita de novos hábitos pode causar desequilíbrios e enfermidades. Neste período, a suscetibilidade a doenças é maior já que o organismo pode estar instável influenciado por esta transição de energias; principalmente entre as estações extremas do Adanakala (Verão e Inverno).

Culinária Ayurveda

Os períodos particularmente favoráveis para realizar o Ama-pachana é logo após o Rtusandhi, momento em que as energias da nova estação se estabilizam. Se este momento for marcado por fortes mudanças climáticas, epidemias, caso a pessoa não esteja saudável ou qualquer outro motivo importante, não se deve arriscar a fazer o Ama-pachana sozinho. Sendo importante a presença de um terapeuta ou médico ayurvedico que possa acompanhá-lo individualmente. É bom compreender que um Shodhana pode enfraquecer a saúde, caso não seja corretamente aplicado.

Para participar da 7ª Semana Dieta Detox clique aqui

 

Namaste!

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Referências:

1- VAGBHATA. Aṣṭāñga Hṛdaya. Tradução para o inglês por: Prof. K. R. Srikantha Murthy. Brasil: Dra. Yeda Ribeiro de Farias e Williams Ribeiro de Farias, Ed. Chakpori, 1991, Vol. 1, primeira edição. Versão Brasileira. Original em Sânscrito.

2- SREEKUMAR, T. PdD. Principles of Ayurveda explained in dexterous verse – Ashtanga Hridaya. Sutrasthana-1. Publicado por Harisree Hospital, 2013, Vol. 1.

3- DASH, Bhagawan Ph.D.. Fundamentos Ayurvedicos. Ed. Chakpori, 1998.


4- Mapa climático do Brasil. http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Clima/?pg=3

CADASTRE-SE E RECEBA GRÁTIS O E-BOOK ESCOLHAS SAUDÁVEIS
E APRENDA A FAZER O SEU DETOX AYURVÉDICO.

Responsive image

Vitor Ramos


Professor de Yoga e Terapeuta Ayurvedico, pós-graduado com curso de aprofundamento na Índia (AVP Hospital).
Atualmente realiza consultas e terapias ayurvédicas, Yoga-terapia e práticas de autoconhecimento.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *